Quando o relacionamento com o cliente significa crescimento

Tempo de leitura: 3 minutos

1 (20%) 1 vote[s]

O marketing e a publicidade evoluíram bastante ao longo do tempo

Da época “Mad Men” com a produção de anúncios super criativos.

Até era digital, onde o engajamento nas redes sociais proporciona grande aceleração no crescimento de qualquer negócio.

Podemos dizer que, cada vez mais, o marketing tem se tornado mais relevante e mensurável.

No entanto, o que não mudou foi a construção do relacionamento marca/cliente.

Ainda que antigamente as empresas não davam tanto valor nisso, hoje é essencial que essas empresas nutram o relacionamento com seus clientes.

Principalmente no caso de empresas do tipo SaaS, já que para ter uma receita recorrente, o cliente deve estar sempre interessado no serviço ou assinatura.

Ao contrário do que muitos pensam, transformar o relacionamento do cliente em crescimento para sua empresa não é uma tarefa fácil.

Não é à toa que 90% das marcas ainda lutam com relacionamento de seus clientes, com as taxas de retenção e hábitos de consumo que impactam em seu crescimento.

Pensando nisso, resolvemos trazer alguns princípios que possam te ajudar a transformar o relacionamento do seu cliente em crescimento para sua empresa.

Se liga aí:

Entenda seu cliente

Aqui é onde muita gente se confunde. Todos nós, em algum momento, acreditamos que entendemos nosso cliente.

No entanto, isso não é verdade. Não totalmente.

Afinal, a maioria desse conhecimento foi adquirido de dados fornecidos por canais como Google, Facebook e etc…

Isso pode ser o bastante para iniciar uma conversa, mas está longe de chamarmos de relacionamento.

Experimentação + Medição + Otimização = Melhores Taxas de Retenção

Aquela história de “mensagem certa no lugar certo para o cliente certo” carrega muita verdade.

Porém, isso não acontece de primeira, e talvez nem na décima vez.

O fato é que você deve testar diversas formas de se comunicar com o cliente.

É uma mistura de mentalidade Growth com a metodologia Bullseye. Onde você deve testar diversas mensagens e diversos canais de tração.

Avaliar o desempenho de cada uma e definir qual o melhor local para alcançar seu público-alvo.

Experimente, análise, otimize e faça tudo novamente. Resultado é apenas um: Melhores Resultados. (rs.)

Case StayApp

Criamos uma estrutura de relacionamento com os nossos clientes onde nós avaliamos a qualidade do atendimento em diferentes níveis e critérios.

Veja:

Nível 1

  • O cliente está conversando com a gente?
  • Ele foi atendido essa semana?

Nível 2

  • Ele fez um bom uso da ferramenta?
  • Ele usou a funcionalidade x ou y.

No nosso caso, ele fez alguma campanha de marketing utilizando o StayApp?

Nível 3

  • Ele tem alguma funcionalidade avançada da ferramenta em bom uso e uso pleno?
  • Ele tem alguma automação que tem um ROI comprovado na ferramenta?

No nosso caso, são as automações de relacionamento.

Nível 4 (Mais difícil de ser alcançado) 

  • O cliente acredita em todo esse resultado que estamos mostrando para ele?

E só assim que nós sabemos se nosso atendimento está trazendo resultados ou não.

Espero, de verdade, que esse artigo tenha te ajudado.

Caso tenha interesse em aprimorar seus estudos, assista minha vídeo aula TOTALMENTE GRATUITA sobre Growth Hacking: Leads e vendas.