Não tenha apenas um produto MVP, seja o MVP

Tempo de leitura: 3 minutos

Rate this post

Amazon, Dropbox e StayApp.

Você sabe o que essas empresas tem em comum?

Se você chutou: sucesso.. bem, você não está errado. Porém, é mais do que isso.

Ambas entenderam a importância de ter um pensamento MVP.

Mas o que é um pensamento Mvp ? Ou melhor, o que é esse tal de MVP ?

O MVP que falaremos aqui não é o titulo de melhor jogador mas sim o Minimum Value Product, que traduzido do inglês significa: Produto Viável Mínimo.

Um produto considerado MVP é aquele com recursos suficientes para atender aos primeiros clientes e, ao mesmo tempo, dar feedback para o desenvolvimento futuro de produtos.

Desenvolver um produto MVP é uma ótima maneira de testar seu produto no mercado. A metodologia é bem semelhante a das Startups com mentalidade Growth Hacker.

Inclusive, fiz um vídeo aula totalmente GRATUITA sobre Growth Hacking: Leads e Vendas.

O que é um produto MVP ?

Tales Gomes, fundador da Easy Taxi explicou sobre MVP em seu livro Nada Easy.

Lá, Tales utiliza o carro como exemplo.

Ele diz que o MVP do carro, não é a sua roda, mas sim o skate.

Do skate, se colocar um pedaço de pau, ele se torna um patinete.

Do patinete, se colocar uma cadeira, ele vira uma bicicleta

Da bicicleta, se adicionar um motor, ela se torna uma moto.

Quando adicionamos mais conforto em uma moto, ela se torna um carro.

Percebeu como esse produto se desenvolveu?

O fato é que:

MVP não é a versão 1.0 do produto. É uma versão que resolve o problema que resolve o problema que seu produto deveria resolver. – Rodrigo Oliveira, CMO da StayApp.

Dito isso, ele possui 3 características:

Bons benefícios iniciais capazes de reter usuários

Fornecer feedback para desenvolvimento futuro do produto

Valor suficiente para que as pessoas comecem a utilizá-lo

Case StayApp

Me chamo Rodrigo Oliveira e sou CMO da StayApp – Programa de fidelidade inteligente.

Certo dia tivemos uma ideia:

Porquê não conseguimos com que o estabelecimento físico venda Online para o cliente e o mesmo recolha o produto no balcão? Já que ele é um cliente freqüente, fazendo assim que aumente sua recorrência.

Para que isso desse certo, nós precisaríamos que os caras utilizassem a ferramenta e efetuassem disparos pontuais para os seus clientes comprarem e resgatarem na loja.

Ao invés de desenvolver uma plataforma do zero com esse objetivo, nós fizemos de uma forma mais simples.

Criamos uma conta no PagSeguro, fizemos uma Landing Page no RD e disparamos via SMS para os clientes da empresa.

Pronto. Conseguimos fazer um Mvp sem gastar nada.

Mentalidade MVP

Não há como negar o sucesso desse método. Porém, construir um MVP não é apenas técnica, mas uma maneira diferenciada de encarar as coisas.

Como dito no artigo, criar um MVP é mais do que apenas técnica, e sim uma mentalidade. Podemos entender, portanto, que um MVP possui diversas formas:

  • Ao invés de criar um site ou aplicativo totalmente funcional, você pode planejar como ele será no futuro. Como faço isso? Analise o comportamento do público e determine se criará um produto e quais funções ele terá.
  • Programar uma nova opção (ou produto) no seu site de cara pode não ser uma boa ideia. Ao invés disso, anuncie essa nova idéia no seu site. Baseado no clique e no interesse do publico você verá se realmente vale a pena seguir com essa ideia.

Uma mentalidade MVP é bem semelhante a uma mentalidade Growth Hacking. Na verdade, ambas são complemento uma da outra. Caso tenha interesse, fizemos uma vídeo aula GRATUITA sobre o assunto