Veja os detalhes da primeira fase do Inbound Marketing: Atração de usuários (funciona bem para pequenas e médias empresas).

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Fazer uma estratégia de Marketing Digital de resultados, baseada na metodologia Inbound Marketing, demanda planejamento e preparação para cumprimento de várias etapas.

Pode parecer complicado, mas quando vamos analisar cada uma das etapas e destrinchar o que as compõe, vemos que trata-se de uma estratégia bem simples.

E já que estamos falando de etapas da estratégia de Inbound Marketing eu vou começar explicando todos os detalhes da primeira fase, a atração de potenciais clientes ou Leads.

Como eu expliquei anteriormente, essa fase serve unica e exclusivamente para trazer pessoas para seu site, blog, hotsite, etc. Para isso, existem alguns formatos que seguimos sempre:

  1. Blog

    • Vamos partir do pressuposto que, de acordo com uma pesquisa da Hubspot, empresas que blogam possuem 55% mais tráfego em seus sites e, de acordo com a Ignite Spot, 61% dos consumidores americanos compraram algum produto a partir do post de um blog (e sabemos que tudo que acontece lá acaba tendo efeito direto aqui, não é mesmo?).
    • Ok, temos os dados, e agora? É só começar a produzir conteúdo, ué! Mas lembre-se que a sua empresa precisa realmente resolver o problema da sua persona (eu expliquei melhor isso aqui), pois sabemos que só quem compra um vinho caro são as pessoas que aprenderam a experimentar. Então ensine algo ao seu cliente, dê a ele uma amostra do que o seu produto (mas sem falar em vendas diretas, muitas vezes isso gera repulsa!) pode trazer de benefício. Olha que bacana como a Friboi usou conteúdo para gerar um engajamento real e dar mais visibilidade aos seus produtos. Isso com certeza atraiu muita gente, não é?
  2. Palavras-Chave

    • A famosa compra de mídia digital! Como sabemos, a mídia tradicional é bem cara, e acaba sendo monopolizada pelas grandes empresas. Por isso, o Marketing Digital é uma opção extremamente válida para pequenos e médios negócios, aqui mesmo, na região de Goiás. A compra de mídia digital é muito mais barata que a tradicional, além de permitir fácil mensuração de resultados em tempo real! Estou falando das ferramentas de advertising mais comuns, como Google AdWords, FacebookAds, BingAds, InstagramAds e outros.
    • Com essas ferramentas é possível impulsionar e segmentar o seu conteúdo, levando ele direto para o seu potencial cliente, para atrair ele pra dentro do seu plano de inbound marketing.
  3. Social Media

    • Muitas pessoas e empresas usam as redes sociais como única forma de fazer Marketing Digital, mas isso está errado! As redes sociais entram no processo, sim. Entretanto, elas são parte do composto de uma estratégia muito maior, principalmente quando vamos falar da metodologia Inbound.
    • Redes sociais como Facebook, Instagram, Twitter e outras são utilizadas para a fase de atração e para a de relacionamento (que vamos falar em outro post). Vamos partir do pressuposto que, nem sempre, o seu potencial cliente está procurando informações sobre seu produto ou serviço, então se ele não está buscando algo no Google, com certeza está navegando nas redes sociais. Por isso, é importante ter sempre uma página (e não um perfil) do seu negócio, para postar conteúdo relevante, posts do seu blog, material interativo e atingir o máximo de pessoas possíveis.

Existem várias outras formas de atrair usuários para a sua rede de pesca digital, você só precisa entender bem a natureza do seu negócio e quem é o seu público-alvo. Dessa forma, é só começar a produzir conteúdo relevante para essas pessoas e assistir seus números no Google Analytics subirem.

“Rodrigo, por que ao invés de ficar entregando conteúdo eu não coloco logo o meu produto para o meu cliente? Não seria muito mais fácil?”

Isso é simples. Se você está aqui eu vou assumir que você deve usar a internet um bom tempo por dia, certo? Desse tempo, quanto você passa procurando por produtos com intenção de compra? Bem pouco, não é? Por que seu cliente seria muito diferente? De acordo com o livro The Ultimate Sales Machine de Chet Holmes, apenas 3% das pessoas que estão na internet estão procurando por um produto, contra 7% que estão “dispostos a ouvir”, 30% que “não está pensando nisso”, 30% que “acredita não estar interessado” e 30% que “tem certeza que não está interessado”. Dessa forma, você precisa primeiro criar demanda e fazer com que o seu público-alvo crie interesse pelo seu segmento, depois pense no problema que ele possui e procure assim uma forma de resolver esse problema, que é o seu produto! Tcharam, você vendeu na internet 😀

Mas calma, você não precisa deixar de anunciar o seu produto diretamente, ok? São coisas que acontecem simultaneamente, afinal de contas os 3% também são importantes!

Inbound Marketing não tem segredo. É uma estratégia de longo prazo, que com o tempo passa a se automatizar e fazer total sentido quando começa a trazer vendas para qualquer tipo de empresa, principalmente as que possuem pouco dinheiro para investir em Marketing Digital e buscam visibilidade nos meios de mídia alternativos.

Vou ficar por aqui hoje, mas essa semana volto com a próxima fase da metodologia de Inbound Marketing: a conversão.

Forte abraço,

Rodrigo Oliveira.