O que é Growth Hacking?

Tempo de leitura: 5 minutos

Afinal, o que é Growth Hacking? De cara, pode até parecer um bicho de sete cabeças. Afinal, se em português você mal entende o que significa, imagina em inglês. Mas saiba que o mercado para hackers é um dos mais promissores e, até o final dessa matéria, você saberá o porquê.

Vamos começar pelo nome. Se traduzirmos ao pé da letra, Growth é crescimento. Mas e Hacking? Muita gente tem em mente computadores, afinal, todo mundo já ouviu falar em hackers. Porém, essa palavra, no nosso contexto, possui um significado diferente. Assim como os hakers procuram brechas em algum sistema, o Hacking, nesse contexto, procura brechas no crescimento. Seja ele pessoal ou de uma empresa.

Agora que já tiramos essa dúvida, vamos conhecer um pouco melhor sobre essa incrível ferramenta chamada Growth Hacking.

Características de um Growth Hacker

Uma das Growth Hackers mais reconhecidas no mercado, Jana Ramos, acredita que um Growth Hacker tem como principal função resolver problemas. Para isso, é necessário que o indivíduo tenha algumas características, sendo elas:

Mindset de encontrar problemas

Mindset de testar hipóteses

Mindset de documentar experimentos

– Convicção de seguir o que acredita

– E claro, coragem para derrubar guidelines

Tenha em mente que nada é perfeito, até mesmo empresas bem sucedidas possuem problemas. É ai que o Growth Hacking entra. Porém, diferente de outros profissionais, ele possui outras qualidades que fazem esse processo de encontrar e solucionar problemas mais rápido e eficaz.

Após encontrar os problemas, o Growth Hacker pensa em possíveis soluções para esse conflito. E, mais do que isso, ele testa todas essas hipóteses. É nessas horas que muitos clientes ficam com um pé atrás. Porém, com a convicção de seguir no que acredita, e atravessando as famosas “regrinhas” ou guidelines, o Growth Hacker, através de testes e experimentos, documenta todo o processo de crescimento e, caso não tenha resultado, ele continua até achar uma resposta.

Na teoria parece meio difícil de entender, então vamos a prática. Quem é da área de comunicação sabe dos famosos Funis de Marketing. No entanto, traremos algo um pouco diferente, o que chamamos de Funil Pirata.

O Funil Pirata

O funil é composto da seguinte forma:

Para que cada passo dê certo, é necessário que seu anterior também tenha sido bem sucedido. Vamos etapa por etapa:

A Aquisição é como os usuários te encontraram. Foi por email? Google? Evento? Recomendação?  Existem diversos meios de adquirir usuários.

Assim que os usuários te descobrem, é hora deles serem ativados. Mas como assim? Pensa comigo. Você descobre um restaurante através de um anúncio na TV. Você vai até esse restaurante e é muito bem atendido. Não só isso, mas a comida também é muito boa. Só ai, você já foi ativado duas vezes. Ou seja, a ativação nada mais é que a primeira experiência do usuário. Se ela for ruim, você irá perdê-lo, mas se for boa… Bem, é pra isso que existe o próximo tópico: Retenção.

O usuário descobriu seu site, teve uma ótima experiência, agora é hora de prender a atenção dele, para que ele sempre consulte ou volte a te encontrar. Quanto mais tempo ele fica com você, mais lucro você gera. E por falar em lucro, chegou a hora da Receita, “Como você faz dinheiro?” .

Existem diversas formas, porém, dois modelos são muito bem utilizados. Os Upsells e o Crossells. Calma, já vou explicar cada um deles. Vamos utilizar o Spotify como exemplo. O Spotify é um dos aplicativos mais famosos pelo mundo e o streaming de musica mais utilizado. Ele é grátis, no entanto, se você comprar o plano Premium, você continua com todos os benefícios do plano gratuito, e ainda fica sem escutar propagandas. Essa mudança de plano é o Upsell. Você convenceu seu cliente a comprar a melhorar seu plano apenas para ganhar um benefício: o de não escutar propaganda.

Mas e o Crossell? Você, assim como eu, somos vítimas constantes de um Crossell, também conhecida como a famosa venda casada. Quantas vezes nos pegamos comprando livros na Amazon e ela te disse “Olha, se você comprar acima de 100R$, você ganha um frete grátis ein!” Ou então aquela famosa dobradinha de Chopp, paga um leva outro. Crossell é exatamente isso, e é uma ótima estratégia para gerar receita.

Por fim, a famosa recomendação. Se você leu até aqui, teve uma boa experiência e aprendeu alguma coisa, a possibilidade de você recomendar esse site são grandes. E, assim como o usuário ou cliente de sua empresa, se ele passou por todas essas etapas e ficou satisfeito no final, ele com certeza vai recomendar seu serviço\produto. Você não só manteve um cliente como ganhou outro totalmente de graça.

Mais que uma ferramenta de Marketing

Growth Hacking, no entanto, vai além do crescimento de uma empresa. Os mesmos princípios podem, também, serem utilizados na sua própria vida pessoal. Se encararmos que todas as pessoas que conhecemos são possíveis “usuários” de um site. Conviver com elas, reter sua amizade pode ser de grande benefício, não só na vida, como no ambiente de trabalho, aumentando ainda mais sua Network.

Caso queira saber mais conteúdos sobre Growth Hacking, acesse: https://mercadohack.com/