Guia de FollowUp para Iniciantes: o que é, como e quando fazer para aumentar as vendas

Tempo de leitura: 4 minutos

Veja se você se identifica:

Você investe tempo, suor, quantidades indecentes de café e (finalmente) envia seu primeiro email de uma campanha de marketing.

Primeiramente, meus parabéns.

Mas passam-se 10 minutos, 30 minutos, 1 hora, 1 dia…

E nenhuma resposta.

Você se pergunta se caixa de entrada realmente está funcionando.

Fecha a aba do seu Google Chrome, abre uma aba nova, acessa outro computador e vê que não há nada de errado.

Infelizmente isso acontece com muitas pessoas.

Enviar emails é fácil, mas nada adianta um email bem escrito se a estratégia utilizada para enviá-lo estiver errada.

Mas não se preocupe.

Te trago o que possa ser um dos guias mais práticos e completos de FollowUp.

Portanto, fique atento!

Afinal, o que é FollowUp?

O que muita gente não sabe, é que existe um pequeno “segredinho” que muitos profissionais utilizam para aumentar as taxas de resposta.

O que é? Você pergunta.

O Follow-Up

(Acompanhamento para os íntimos)

Ainda que enviar o primeiro email seja o primeiro passo é o mais importante, ele, sozinho, não faz milagre. O sucesso de uma campanha através de emails está nos próximos emails que irão acompanhar o primeiro.

A importância dos FollowUps na sua Campanha de Email Marketing

Ainda não está confiante?

Relaxa, você não é o único.

Muitas pessoas ficam inseguras em mandar emails acompanhados. A maioria tem receio de importunar as pessoas.

Afinal, muita gente pensa:

Eu enviei o email, se ele não quis responder, porque mandarei outro?

Agora quero que você faça um teste.

Abra sua caixa de emails e veja quantos emails têm nela.

Eu te falo a minha, existem cerca de 200 emails não lidos. A maioria de algumas newsletters esquecidas e planos de assinatura que não utilizo mais.

Mas porque não deletá-las?

Seja para mim, ou para você ou para qualquer outra pessoas, no fundo, no fundo, pensamos que um dia possamos consultar esses emails. Existe uma certa importância neles. (Ou somos preguiçosos e não deletamos eles).

Mas a questão é: Se você enviou o primeiro email, por que não enviar o segundo?

Tem certeza que não irei incomodar ninguém?

Ao mandar um segundo email você apenas está lembrando as pessoas.

No entanto, existe também a possibilidade dela não querer mais receber seus emails

O famoso “unsubscribe”

Feito isso, não há mais nada que você possa fazer.

Mas você (também) não deveria ter medo disso.

Seus próximos emails estão lá, de qualquer forma, para incentivarem as pessoas a tomarem uma decisão.

Melhor um lead se desinscrever de sua lista, do que um lead ruim dentro dela!

5 Dicas pro seu FollowUp:

Eu sei que você adora dicas e um guia sem elas não é um guia.

Portanto, te darei 5 dicas pro seu email FollowUp.

Se liga ai:

1- Use prova social

Nada melhor que acrescentar valor a sua proposta. Se é produto ou serviço não importa.

Mostre resultados, depoimentos até mesmo pesquisas que comprovem a eficiência da sua proposta.

2- Emails curtos

O seu primeiro email é o carro-chefe da sua campanha, portanto, é natural que ele seja mais extenso que os outros.

No entanto, nos próximo emails, tente ser sucinto, direto ao ponto. Tente escrever sentenças curtas e de fácil entendimento. Não enrole, seja objetivo.

Resumindo: Mantenha-os curtos!

3- Personalize-o

Não faça os emails de qualquer jeito. Trate-o como o primeiro. Personalize-o. Não faça coisas genéricas.

4- Utilize várias CTAs

Infelizmente as pessoas não fazem nada se você não incentivá-las a fazer, principalmente em campanhas de email.

Portanto, use e abuse de CTAs: “Veja essa vídeo aula”, “Inscreva-se”, “Quero Saber Mais”, “Quero baixar esse pdf”. Enfim, existem diversas CTAs, escolha a que combine mais e seja feliz.

5- Foque na pessoa

Tenha em mente que a pessoa a qual você enviou o email é mais importante do que o próprio produto e serviço.

Isso deve ser refletido no seu email. Coloque mais foco na pessoa atrás da tela e menos no seu produto/serviço. Você verá o tanto que isso faz diferença.

Enfim, por hoje é só.

Caso tenha interesse em ampliar seus estudos, fiz um vídeo aula TOTALMENTE GRATUITA sobre Growth Hacking: Leads e vendas.