Erros de Growth Hacking: 7 coisas que estão emperrando seu crescimento (a 4ª eu tenho certeza que você faz!)

Tempo de leitura: 5 minutos

Veja se esse cenário é familiar…

Você está há um tempo com sua empresa…

Você define várias metas:

Aumentar o faturamento da sua empresa….

Aumentar sua base de leads….

Converter esses leads…..

Retê-los...

Mas nada parece estar funcionando….

Você então procura por hacks e acaba encontrando o bendito “hack milagroso” e espera que  ele resolva seus problemas da noite para o dia…

Mas isso não acontece galera…

O erro nem é aplicar certos hacks, mas é não entender como eles funcionam...

Para ajudar vocês, resolvi trazer 7 coisas que você pode estar fazendo errado e que estão prejudicando o crescimento da sua empresa.

Fica de olho na nº4 que tenho certeza que você já fez isso ! rsrs

Vamos lá…

1 – Deixa a retenção pro final

É bem comum as pessoas darem mais atenção para o topo de funil do que para o meio dele, no caso, a Retenção.

Mas entenda que, mesmo se você fizer um ótimo trabalho nas outras etapas do funil, nada adianta se você não conseguir reter seus clientes.

Muitos preferem lançar outros produtos ao invés de reter seus leads em um produto que já está estabelecido.

Isso é loucura!

Como dito por muitos Especialistas de Growth Hacking, retenção foi tendência em 2018 e continua sendo tendência em 2019.

Porque deixar de lado algo tão importante?

2 – Cadê seu foco ?

Isso me lembra muito aquele episódio de Game of Thrones... O da guerra contra o Rei da Noite sabe?

Jon Snow e os outros personagens gastavam energia desnecessária para derrotar o exército dos mortos-vivos, apenas para eles se reerguerem novamente…

Porém, Arya Stark tomou um caminho diferente:

Para que fazer isso tudo?

Já que se matar o Rei da Noite soluciona todo esse “problema”?

Muitos profissionais de marketing e vendas correm atrás de coisas desnecessárias, não possuem foco.

Um bom Growth Hacker trabalha com um excelente diagnóstico de canais, para só depois, aplicar ações e testes em cima daqueles PROBLEMAS da empresa.

Ser capaz de encontrar o gargalo principal em qualquer negócio.

Aumentando assim:

  • Leads
  • Vendas
  • Retenção

Enfim, qualquer objetivo de uma empresa!

3 – Não dá valor e atenção nas suas análises e dados

Você faz uma campanha, ou testa um anuncio, até que, por fim, chega a hora de ver seus resultados

Acredito que todos já passaram por isso…

Portanto, me diga qual dos dois você se identifica:

  1. Você realmente analisa toda a data e informação que você recebeu da campanha?
  2. Ou somente passar o olho e vê se teve faturamento ou não?

Se você se identifica melhor com a segunda, tenho uma coisa para te dizer:

Está na hora de você dar mais atenção para seus dados e investir mais tempo em suas análises.

Encare isso como algo que irá te ajudar a melhorar seus negócios futuros.

4 – Teste? Experimentos? Nunca vi…

Você quer aplicar uma cultura de Growth na sua empresa…

Você estuda para adquirir uma mentalidade de Growth Hacking

Mas faz somente UM teste (às vezes até NENHUM) e para por aí…

Tenha em mente que:

Para resolver problemas, não há forma melhor do que fazer um processo de experimento e análise.

Para se ter uma ideia, a Hubspot realizou mais de 1015 experimentos desde 2014.

Existe um Princípio, o de Pareto, que parte do pressuposto de que:

20% do que você faz gera 80% dos seus resultados.

Então ao invés de fazer 1 teste por semana, faça 1 teste por dia. Para, assim, aumentar ainda mais, suas chances de sucesso.

5 – Não estuda seus erros

Parte do processo de crescer é aprender com seus erros.

Como dito anteriormente, geralmente é na fase de análises que conseguimos identificar o que deu certo e o que deu errado.

Não adianta nada você fazer um monte de experimento se não entender o resultado de cada um deles e por que isso ou aquilo aconteceu.

Se o experimento deu errado, é porque algo não deu certo (claro, né). Mas isso não é motivo para desânimo e sim para se animar e correr atrás de novos resultados.

6 – Dificuldade em se adaptar

Nesse mundo tecnológico em que vivemos, não se adaptar é morte certa.

Você lembra da Blockbuster?

Ela é um grande exemplo de uma empresa que não se adaptou às novas tecnologias.

O resultado? Sua falência.

Já a Netflix tomou o caminho inverso.

Começou como uma empresa que enviava filmes pelo correio para o maior serviço de streaming de filmes e séries do mundo.

E isso não aconteceu do dia para a noite.

Foram feitos vários testes de análises para se chegar aonde ela está.

A Amazon também é outro exemplo e hoje é uma gigante do mercado.

Muitos donos de negócios fica com o pé atrás ao tentar inovar.

Mas saiba:

Todas essas empresas que cresceram nesses últimos tempo não tiveram medo de inovar.

Chegou a sua vez…

7 – Produto NÃO é TUDO

Parece que é ditado falar que produto é tudo em uma empresa.

Afinal, muitos profissionais acreditam que ele é a parte essencial.

Mas em muitos casos, essa premissa faz apenas com que empresas criem mais e mais produtos.

Sem sequer melhorar o que elas já possuem.

E te digo, ficar criando produtos NÃO GERA crescimento.

Se você ficar criando produtos e mais produtos sua equipe de marketing vai ficar sobrecarregada de problemas.

E lembra da questão do foco? Com esse tanto de produto, tanto de problema, vai focar em que?

Aprimore o que você já tem para depois escalar e partir para outro alvo.

Caso esteja interessado em aprimorar seus estudos, assista minha vídeo aula TOTALMENTE GRATUITA sobre Growth Hacking: Leads e vendas.