Quando o conteúdo muda o comportamento do consumidor: veja como separei a produção para Inbound em 3 níveis.

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Rate this post

Em meados de 2014, eu comecei a ler sobre marketing digital, fiz alguns cursos, procurei blogs, livros, profissionais da área etc.

E é fato que quando você busca por um conteúdo quer encontrar algo que realmente te cause uma transformação, mude seu comportamento e forma de ver aquele assunto.

Infelizmente, a maioria do conteúdo na internet (ainda) não é assim.

Mas, como qualquer problema pode se tornar uma oportunidade, a ausência de conteúdo de altíssima qualidade abre alas para que você produza!

Vou te dar um exemplo simples: comecei a estudar Inbound Marketing pelo Blog da Resultados Digitais pelo básico de SEO.

Em alguns meses, eu já tinha lido absolutamente tudo sobre SEO no blog deles (lembre-se de não morrer só em material de internet, existe um livro de SEO incrível que faz toda diferença depois).

Como o planejamento de conteúdo deles é muito bem estruturado, em algum tempo comecei a receber materiais sobre outros assuntos que estão ligados a SEO, como produção de conteúdo para blog, básico de programação, criação de landing pages dentre outros.

Passado alguns meses eu finalmente fui introduzido ao Inbound Marketing.

A metodologia que ligava todos os assuntos que eu estava estudando.

Aquilo foi um mind blown pra mim.

MindBlown Marketing

Percebem a importância do planejamento bem-feito?

Hoje, eu estou aqui falando sobre Inbound Marketing no meu próprio blog.

O que aconteceu foi: ao invés de inventar conteúdo a partir do nada, a empresa identificou meu comportamento, entendeu o que eu estava buscando, me entregou o conteúdo certo na hora certa e no fim ainda conseguiu cruzar essas informações e me entregar algo que eu queria, mas ainda não sabia que existia!

E é exatamente sobre isso esse post.

O que vou explicar a seguir é a diferença entre os 3 níveis de produção de conteúdo para qualquer estratégia de Marketing.

Fase 01: Invente um conteúdo

Essa é a fase mais comum na maioria das estratégias de conteúdo (que, geralmente, não conta com a palavra estratégia mesmo).

O processo de criação aqui acontece da seguinte forma:

  • Um criativo tem uma ideia (que pode até ser boa) partindo de um gosto pessoal, ou alguma referência que possui de sua trajetória no mercado.
  • A ideia é colocada em prática e enviada para a audiência.
  • Os resultados geralmente não são mensurados com exatidão.
  • As métricas envolvidas em alguns casos não interessam ao cliente, como curtidas, compartilhamentos, retweets, views e etc.

O problema com esse nível da produção de conteúdo é a ausência de inteligência de mercado, de entender o que seu público quer. E é disso que se trata a próxima fase.

Fase 02: Crie o conteúdo que seu público quer

É bem simples. Você só precisa entender quais são os problemas, anseios e necessidades do seu público e produzir conteúdo para resolver isso.

Ao invés de te dar um passo a passo de como produzir esse tipo de conteúdo, eu vou dar 3 dicas incrivelmente simples pra você descobrir O QUE é esse conteúdo:

Pergunte a sua audiência

  • Exatamente o que você deve estar imaginando. Vamos supor que você vende um software de gestão para restaurantes. Pergunte a sua audiência: “O que dificulta a expansão do seu negócio hoje?”, “Quais são os 3 maiores problemas em horário de pico no seu restaurante?”, “Quanto tempo por dia você dedica a avaliar o desempenho dos seus garçons?” e por aí vai.

Veja o que sua audiência posta:

  • Essa dica eu li no livro Top 101 Growth Hacks, e ela dizia o seguinte: se você trabalha com venda de perfumes, pesquise no Twitter “Perfume” e veja o que as pessoas estão falando”. Funciona E MUITO!
  • Extra: recentemente o mecanismo de busca do Facebook mudou um pouco, e é possível fazer isso lá também. Aproveite.

Descubra as dúvidas do seu público:

  • Essa é interessante. Primeiro você precisa listar portais, canais no YouTube e livros que possuem relação com o seu público, ou seja, coisas que eles realmente vão consumir como conteúdo. Depois basta você ir até os portais, vídeos desse canal no YouTube e a página do livro na Amazon. Veja os comentários, que você vai se surpreender em saber como sua audiência sabe EXATAMENTE o que quer.

Acertar o que sua audiência quer com dicas assim fica bem fácil, não é mesmo?

O que vem depois é o terceiro nível de produção de conteúdo: aquele que muda o comportamento da sua audiência.

Fase 03: Transforme completamente o seu público (para melhor, por favor)

Essa fase eu extraí da minha interpretação do livro Epic Content Marketing, do Joe Pulizzi.

No meu exemplo, a pessoa responsável por entender como seria minha transformação teve todos os dados a mão.

Essa pessoa sabia que eu tinha interesse em SEO, mas ainda era muito cedo para entregar uma metodologia de marketing moderna tão complexa, eu não tinha conhecimento pra isso ainda e provavelmente ia ignorar.

Por isso eu fui avaliado e mensurado no decorrer do meu consumo de conteúdo.

E após alguns meses como Lead deles eu atingi um nível de relacionamento, que podia garantir muito mais assertividade na entrega de um conteúdo mais avançado (eu cheguei até a comprar alguns cursos).

E é ai que a mágica acontece, pois eu tinha um anseio (e seu público também pode estar com algo parecido):

Eu estava buscando uma forma de colocar todo meu conhecimento em uma só linha e poder vender isso para os meus próprios clientes, mas eu não fazia ideia de como.

Entende o que eu estou falando? A sua audiência também deve ter alguma necessidade, mas que nem imagina que possa existir uma solução para ela, por isso você é o responsável por agir e mostrar para esse público como você pode ser relevante para eles.

É bem simples também:

  1. Entenda seu público.
  2. Veja o que eles querem (aproveite as dicas que eu dei).
  3. Crie exatamente o que eles querem.
  4. Fique MUITO atento ao Feedback dos clientes (veja comentários, navegue mais no seu analytics do que no seu facebook, etc).
  5. Crie o que eles sonham, mas ainda não sabem que existe.

Mind blown de novo? SIM!

Surpreendido!

Conclusão

Produzir conteúdo que muda o mundo, que transforma, não é muito fácil, mas é simples.

Aplicar metodologias, estudar seus dados e seu público a fundo é uma boa forma de entender como fazer.

Então deixe de inventar conteúdo (o que ainda leva mais tempo do que o normal) e passe a escutar o que seu público está falando e entender o que eles querem, mas ainda não sabem que existe.

O que você está esperando para começar a produzir conteúdo relevante?

Aproveite essas dicas, e caso queira receber outras no seu e-mail basta se inscrever abaixo.

Um forte abraço,

Rodrigo.